Cláudia Santos, a primeira atleta brasileira a conquistar vaga para os Jogos Paralímpicos de Paris 2024.

Redação Vibenews

Redação Vibenews

Histórico! Cláudia Santos, atleta do remo paralímpico do E.C. Pinheiros, é a primeira atleta brasileira a conquistar a tão sonhada vaga para os Jogos Paralímpicos de Paris 2024. A remadora carimbou a vaga após conquistar a final B no PR1 1xW, e ficar em sétimo lugar geral no Campeonato Mundial de Belgrado na Sérvia.

A conquista da vaga Paralímpica pela atleta veio como resultado de superação, depois de ficar praticamente dois anos afastada do esporte. “Esses últimos dois anos foram muito difíceis: Em outubro de 2021 fiz uma grande cirurgia, troquei a tela do abdômen, em novembro de 2022 tive que retirar a tela do abdômen por conta da infecção crônica. Fiquei afastada, retornei aos treinos no final de fevereiro de 2023. Ao retornar, tive um AVC. Mas, no começo de abril já estava treinando firme para o Brasileiro, que aconteceu em junho 2023. Por conta deste AVC, o médico do Clube me afastou por 22 dias até sair todos os resultados de exames. Graças a Deus deu tudo certo, fui para o Brasileiro e ganhei, só que surgiu outra dúvida: ‘Cláudia vai para o Mundial, sim ou não ?”, comentou a atleta.

E completou: “A seleção não iria me convocar. Meu técnico Alexandre Nunes conversou com a CBR e falou que eu estava apta para competir, já que eu tinha ido ao Brasileiro e tinha vencido a regata, então, teria condições de ir ao Mundial. Fui, e Graças a Deus deu tudo certo e carimbei meu passaporte  para Paris”, relatou a remadora.

Essa será a quinta paralimpíada de Cláudia, que participou também dos jogos em  Pequim 2008, Londres 2012, Rio de Janeiro 2016 Tóquio 2020*.

“Hoje posso falar ‘Paris é logo ali’ (risos) Estou muito feliz, pelo meu técnico Alexandre Nunes, pelo E.C.Pinheiros e toda minha equipe não desistir de mim. Nós conseguimos!

Somos uma equipe e fizemos um ótimo trabalho em tão pouco tempo. Os obstáculos sempre vão existir, mas, não podemos focar no problema e sim na solução. Que venha Paris 2024! A regata só acaba quando toca a buzina. Tenho muito orgulho de mim mesma. A equipe toda está muito feliz!”, festejou a remadora.

Cláudia entra para a história da modalidade como a atleta que conquistou vaga em todas as paralímpiadas realizadas até o momento.

Treinador de Claudia tanto no Clube Pinheiros, como na Seleção Brasileira, Alexandre Nunes falou sobre a conquista de sua atleta. “Essa conquista representa muito da força e resiliência da Cláudia. Foi uma temporada muito difícil e com vários problemas durante a preparação, mas, felizmente, conseguimos a quinta classificação da Cláudia para os Jogos Paralímpicos. Agora, temos muito trabalho pela frente. Vamos trabalhar agora para que possamos fazer uma boa preparação para terminar com um ótimo resultado nesta Paraolimpíada”

De olho na vaga – Jairo Klug é outro atleta do E.C. Pinheiros que luta por uma vaga Paralímpica em Paris 2024. O atleta, sexto lugar no Mundial de Belgrado, ainda pode conquistar a classificação através do  Campeonato em Lucerna na Suíça no ano que vem.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Relacionados

Participe do Sorteio Cadastrando Abaixo!