Ex-BBB Eliezer relata que tem ginecomastia. Entenda o que causa o aumento das mamas em homens e como proceder

Redação Vibenews

Redação Vibenews

Uma recente foto de Eliezer com sua filha Lua causou alvoroço entre seus seguidores nas redes sociais. Muitos deles chamaram atenção para o tamanho do peito do ex-BBB, fazendo perguntas sobre a possibilidade de ter colocado silicone. Em resposta, o influenciador decidiu abrir o jogo sobre a sua condição de saúde e revelou que sofre com ginecomastia, que é o crescimento da mama no homem por causa de um desequilíbrio hormonal. Embora ele tenha sempre levado essa condição com tranquilidade, enfrentou situações desagradáveis de zombaria durante sua participação no BBB e relatou que foi algo que o incomodou muito. Agora, e que durante a gestação de sua filha e agora, a situação tem se tornado ainda mais incômoda para ele.
O que é ginecomastia?
O cirurgião plástico da Clínica Libria, Dr. Hugo Sabath, explica que a ginecomastia é uma condição médica que afeta muitos homens em todo o mundo. Ela se caracteriza pelo crescimento excessivo das mamas, pode afetar apenas uma mama ou ambas, e pode ocorrer em qualquer idade. Embora a ginecomastia seja uma condição benigna, ela pode causar desconforto, constrangimento e afetar a autoestima para os homens que sofrem com ela.
Causas da ginecomastia
A ginecomastia pode ser causada por diversos fatores, incluindo desequilíbrios hormonais, uso de certos medicamentos, excesso de peso, entre outros. Na maioria dos casos, a causa exata da ginecomastia não é conhecida, mas sabe-se que ela pode ser causada pelo aumento nos níveis de estrogênio em relação à testosterona no corpo masculino.
Algumas das causas mais comuns da ginecomastia incluem:
– Desequilíbrios hormonais: a ginecomastia pode ser causada por desequilíbrios hormonais, como aumento nos níveis de estrogênio ou diminuição nos níveis de testosterona.
– Medicamentos: alguns medicamentos, como antidepressivos, anti-ansiedade e medicamentos para pressão arterial, podem causar ginecomastia.
– Excesso de peso: o excesso de peso pode contribuir para a ginecomastia, pois a gordura pode produzir estrogênio, o que pode levar ao crescimento das mamas.
– Doenças e condições médicas: algumas condições médicas, como insuficiência renal, doenças hepáticas, hiper ou hipotireoidismo, tumores testiculares, entre outras, podem contribuir para o desenvolvimento da ginecomastia.
Sintomas da ginecomastia
O principal sintoma da ginecomastia é o crescimento excessivo das mamas em homens. O crescimento pode ser gradual ou rápido e pode afetar apenas uma mama ou ambas. Além disso, a ginecomastia pode causar sensibilidade ou dor nas mamas.
Diagnóstico da ginecomastia
O diagnóstico da ginecomastia envolve uma avaliação médica completa, incluindo histórico médico e exame físico. O médico pode solicitar exames de sangue e imagem, como mamografia ou ultrassom, para avaliar a extensão do crescimento das mamas e descartar outras condições pré-existenetes.
Tratamento da ginecomastia
“O tratamento para a ginecomastia depende da causa e da gravidade da condição. Em alguns casos, a ginecomastia pode desaparecer por conta própria, especialmente em adolescentes. Em outros casos, pode ser necessário o uso de medicamentos que ajudam a equilibrar os hormônios, ou até mesmo cirurgia para remover o tecido mamário em excesso”, comenta o cirurgião da Clínica Libria.
Mudanças no estilo de vida, como a perda de peso através de dieta e exercícios físicos específicos, podem ajudar a reduzir o crescimento das mamas em alguns casos. No entanto, é sempre importante que um médico avalie o paciente para realizar um diagnóstico preciso e indicar o tratamento adequado.
“Portanto, se você notar qualquer alteração em seu corpo, não hesite em buscar ajuda médica para avaliação e tratamento adequados. Lembre-se sempre de cuidar da sua saúde e bem-estar”. Finaliza o cirurgião plástico da Clínica Libria.
Fonte: Clínica Libria

Compartilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Relacionados

Participe do Sorteio Cadastrando Abaixo!