Banco Central propõe parcelas de até 12 vezes sem juros nas compras parceladas

Redação Vibenews

Redação Vibenews

Proposta do Banco Central é de parcelar em até um ano as compras sem juros.

De acordo com a autoridade monetária brasileira, existe a chance de diminuições adicionais nos juros do rotativo em caso de limite máximo de parcelas.

É o que revelou o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, depois de se reunir com representantes do comércio, bancos e de setores do cartão de crédito.

Há ainda a possibilidade de estabelecer um teto para a tarifa cobrada nas maquininhas.

Apenas para lembrar, uma lei aprovada no Congresso determinou três meses para que o Conselho Monetário Nacional estabeleça um limite para os juros do rotativo do cartão, que é o parcelamento da fatura.

Passado esse prazo, a legislação determina que a taxa não poderá ultrapassar o valor original da dívida. Essa é a linha de crédito considerada a mais alta do mercado.

Na avaliação dos bancos, de maneira geral, parcelar sem juros aumenta a inadimplência e acaba contribuindo para aumentar o rotativo. Uma nova reunião entre o presidente do Banco Central e representantes do setor está prevista para sete de novembro.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Relacionados

Participe do Sorteio Cadastrando Abaixo!